domingo, 13 de outubro de 2013

O Outono desprendendo-se dos dedos

Na sessão de despedida do curso "O Outono na ponta dos dedos" ninguém escreveu. A manhã foi dedicada à leitura e comentários aos contos nascidos nas últimas duas semanas mas, no fim, decidimos marcar uma sessão extra, pois quem corre por gosto não deseja terminar a corrida tão cedo. A Marília trouxe um bolo-rei da Baixa lisboeta, doce de maçã caseiro e bolachinhas. Eu fiz uma fornada de biscoitos e o inevitável chá Earl grey. Conversámos muito, trabalhámos pouco, mas terminámos a sessão da melhor maneira, lendo, de forma partilhada entre todas e por feliz sugestão da Maria João, o conto "As crianças ficam", de Alice Munro, que acabou de ser galardoada com o prémio Nobel. A despedida, à porta, foi longa, uma lamechice. O dia cinzento não nos roubou o calor da alma. Bem hajam, meninas, pela entrega e por ficarem assim, renitentes, sem deixarem que o Outono se deprenda dos vossos dedos.

Sem comentários:

Publicar um comentário